Pomada para Ferida no Útero, Nomes (tratamento)


Bom, hoje vamos falar de Pomada para Ferida no Útero, este que é um problema bastante frequente, especialmente  em mulheres mais jovens, gestantes e até em mulheres que não possuem uma vida sexual ativa.

Quando a mulher descobre, numa consulta de que está com este tipo de problema, a ‘ferida’, junto chega a preocupação de achar que pode ser algo perigoso. E se a mulher já teve contato com o vírus HPV que é o Papilomavírus Humano, a preocupação redobra, pois como é dito, o HPV deixa a pessoa mais propensa a problemas mais graves como e o caso do câncer de colo de útero.

Existem diferentes  tratamentos como a cauterização para remoção das células inflamadas, que pode ser feita em diferentes técnicas, mas o tratamento mais comum indicado pelos ginecologistas ainda é a pomada que deve ser usada pro alguns dias determinados pelo médico.

 Tipos de Feridas

É importante ressaltar já de início que a maior parte das feridas no colo do útero, não necessitam de tratamento algum, pois na maioria das vezes este problema não passa de uma ectopia do colo do útero.

A ectopia cervical ou papilar pode acontecer quando o tecido de dentro do útero se projeta para fora pela abertura do canal cervical que se interliga com o canal vaginal.

As feridas podem aparecer por vários motivos como:

  • Contato sexual com pessoas contaminadas pelo HPV;
  • Desiquilíbrio hormonal;
  • Reações do próprio corpo;
  • Infecções causadas pelo compartilhamento de objetos íntimos.

Obs.: Só pode virar câncer, caso a mulher seja contaminada pelo HPV, no entanto, mesmo assim, as chances de acontecer são de 1%, e ainda caso não seja tratado o problema.

As feridas normalmente acabam sarando sozinhas, e em alguns casos mais complicados, pode haver a necessidade de tratamentos à base de pomadas, antibióticos e até de cauterizações. Remédios caseiros também podem ser de grande valia, mas nunca devem ser a única solução a ser tomada.

Sintomas Observados

Apesar de ser um problema silencioso e que geralmente não apresenta sintomas, pode acontecer de a mulher sentir dor durante a relação sexual, corrimento,  cólica e desconforto, coceira vaginal.

Especialmente quando acontece contaminação pelo HPV, os sintomas podem ser mais evidentes, e entre eles pode acontecer:

  • Corrimentos anormais
  • Ardência
  • Coceiras
  • Mal cheiro
  • Dor pélvica
  • Dor ou desconforto durante a relação sexual
  • Sangramento, principalmente após a relação sexual

Útero Cauterizado – Pomada Nistatina com aplicador

Acontece a indicação de cauterização da ferida uterina, em casos de lesão de baixo grau causada por HPV ou NIC 1, onde o problema perdura por mais de 2 anos. Este são casos que exigem atenção especial e devem ser tratados buscando uma solução.

E nestes casos existem diversas técnicas que podem ser utilizadas, algumas mais invasivas, outras menos. Mas a recuperação em média leva algumas semanas, e enquanto isso pode acontecer corrimento, sangramento e cólica.

A mulher não deve manter relações sexuais sem a liberação médica.

Junto com a cauterização, o médico poderá receitar um tratamento complementará base de pomadas como a Nistatina, que age contra fungos.

Tendo como princípio ativo a Nistatina e óxido de zinco, esta pomada só poderá ser usada sob rigorosa prescrição médica que deve ser seguida à risca.

A aplicação deve ser diária com 1 aplicador cheio introduzido na vagina, e o creme depositado lá dentro, por um período de 14 dias.

Os cuidados de higiene antes, durante e depois da aplicação devem ser cuidadosos e rigorosos, para evitar qualquer contaminação.

O preço deste medicamento pode variar entre 12 a 15 reais.

Tratamento com pomada Aciclovir

Este medicamento pode ser apresentado em forma de creme ou pomada, e tem um poder contra os vírus em estágios inicial ou recorrente de situações como a herpes genital ou labial.

Este medicamento deve ser usado por 5 dias consecutivos, e caso não haja completa melhora, o tratamento deverá ser estendido para mais 5 dias.

Importante: Este medicamento jamais deverá ser usado por grávidas, nem por lactantes.

Também não deve ser usado por quem tem transplante de medula recente, por quem tem problemas renais e hepáticos e doenças do sistema imune como a AIDS, por exemplo.

O preço deste pode variar entre 10 a 40 reais.

Tratamento com Azitromicina Antibiótico

Já a Azitromicina é um antibiótico efetivo no tratamento de diversas infecções bacterianas que podem atingir a pélvis da mulher, entre elas as doenças sexualmente transmissíveis como clamídia, gonorréia, uretrite, entre outros.

O uso deste medicamento deve ser estritamente de acordo com as prescrições médicas, ainda mais por se tratar de um antibiótico.

Este medicamento não deve ser usado por gestantes, lactantes e pessoas que trazem algum problema tipo hepáticos entre outros.

O preço deste medicamento é de aproximadamente e pode vir com outros nomes comerciais.

Bom, então é isso, agora você já sabe que existem muitos tipos de Pomada para Ferida no Útero que se mostram efetivas, mas nenhuma delas deve ser usada, sem antes ter o conhecimento médico sobre o caso, e então seguir todas as prescrições médicas, para que o tratamento seja efetivo e não ofereça riscos.

*É sempre de suma importância estar bem informada sobre os benefícios, posologia e efeitos colaterais de qualquer medicamento, antes de usar, e a qualquer sintoma diferente, comunicar o médico.