Saiba Como curar conjuntivite inflamação que ocorre principalmente no inverno


curar conjuntivite

Antes das dicas de como curar conjuntivite precisamos explicar que esse mal que afeta os olhos pois é uma inflamação da conjuntiva, uma membrana muito fina localizada na parte da frente do globo ocular dos seus olhos e o interior das pálpebras.

Comumente a conjuntivite ataca os dois olhos e pode se estender por até 15 dias sem deixar seqüelas, mas também ela pode ser crônica afetando 1 olho apenas e não os 2 e com respeito as causas, essas podem devido a fumaça, cloro da piscina, produtos de maquiagem, poluição ou mesmo em alguns casos a polinização das plantas que acontece na primavera.

curar conjuntivite
curar conjuntivite

 

curar conjuntivite
curar conjuntivite

 

curar conjuntivite
curar conjuntivite

Ainda antes de saber como curar conjuntivite é preciso entender que ela pode ter origem através de vírus e bactéria, causado geralmente pelo fato de esfregar os olhos com as mãos sujas, pelo suor que porventura chegam aos olhos, ou então por objetos contaminados, e quando ela se manifesta pode oferecer muitos sintomas.

Higienização com água potável e colírio de lágrima Artificial de venda livre

Com respeito à cura, sabe-se que para uma conjuntivite causada por vírus não existe um medicamento específico, enquanto que para aquela causada por bactérias são indicados os colírios antibióticos que devem ser receitados por um médico especialista, sabendo que existem alguns tipos de colírio que oferecem contra-indicações bem comprometedoras.

Aprendendo como curar conjuntivite, se acaso surgirem alguns sintomas como os olhos avermelhados, coceira, visão borrada, entre outros, é imprescindível que sejam lavados os olhos com água filtrada ou fervida, ou ainda com o soro fisiológico encontrado nas farmácias ou postos de saúde.

Você que quer saber como curar conjuntivite, saiba que também para essa doença o melhor é prevenir, por isso, evite a freqüência em piscinas públicas, higienize com maior freqüência o rosto bem como as mãos, pois é comum por qualquer motivo esfregar os olhos com elas, evitar o uso de toalhas de rosto que possam oferecer possíveis contaminações.